quinta-feira, 13 de maio de 2010

Podia ser diferente...

bem que podia ser diferente
mas não foi e eu fiquei assim
pareço estranha mas comum demais
tão óbvia que surpreende a todos
puríssima que embriaga a voz
distante que se sente a pele
tão boa que nem satisfaz
gritona que se pede bis
voraz que se apaixona fácil
mentira que não engana mais
sei lá o que foi que eu fiz
Martha Medeiros in “Poesia Reunida”

Nenhum comentário:

Postar um comentário